Menu fechado

#exercício1

“Você controla apenas o esforço, não o resultado.”
Rayan Holiday

Uma espécie de jogo que fiz aqui em casa, em uma tentativa de comprovar se o conceito da frase estava correto.
O primeiro traço seria igual para todas as 6 tentativas.
E em todas as tentativas poderia fazer apenas 3 traços a mais.
Tudo isso simula o “esforço” citado na frase.
Do mesmo modo que podemos estipular limites ou a quantidade de traços para um desenho, podemos também controlar o esforço adicionado a uma situação específica. A medida que fui fazendo os traços, não pensei em um desenho ou formato final, apenas continuei fazendo até chegar ao quarto e último traço.
Depois mostrei para minha esposa e juntos falamos o que cada aglomerado de traços era.

Conseguimos chegar a diversos resultados.
1° Imagem – Retângulo? Caixa? Portal?
2° Imagem – Seta para o lado direito? Compartilha? Aviãozinho de papel?
3° Imagem – Maca? Máscara? Pergaminho?
4° Imagem – Faixa de pedestre? Cordas de ukelele? Contando com palitinhos as vitórias do jogo batalha naval? Alguns interpretamos como uma ideia, outros interpretamos como uma palavra, e por aí vai…

Tanto é que… se olharmos bem para a última linha, quando tinha apenas 1 traço era um “i” ou talvez um “L” minúsculo (sempre confundo)… Quando tinha dois traços, se tornou um “T” de lado…. Quando tinha 3, se tornou um “F” maiúsculo… (Deixei os pontos de interrogação para darem uma opinião do que pode ser )

Depois passei tudo isso para o formato digital. No fim, depois de conseguir controlar o número de traços, mas não os de interpretações, entendi que

o autor estava certo! Até em um simples desenho comprovou isso. 

@laoshi.com.br

Luiz Henrique 🍙 Laoshi.com.br
Designer
📗Entenda sobre os conceitos, histórias e conexões dos ideogramas.
📙Estude a língua chinesa por meio dos ideogramas.